Os presidentes do Peru e do Equador iniciaram hoje uma reunião para assinar acordos com o objetivo de desenvolver a infraestrutura, irrigação agrícola, turismo e segurança entre os dois países. O presidente peruano Alan García teve a reunião com seu congênere equatoriano Rafael Correa em Loja, cidade equatoriana a 435 quilômetros de Quito, perto da fronteira com o Peru.

Os chanceleres Kintto Lucas, do Equador, e Néstor Popolizo, do Peru, disseram que os dois mandatários também se comprometerão no combate ao contrabando na fronteira. Lucas destacou como um dos avanços na melhora das relações entre Equador e Peru a assinatura do projeto Puyango Tumbes, um projeto de irrigação agrícola e desenvolvimento do agronegócio nos municípios dos dois lados da fronteira. Lucas disse que o projeto Puyango Tumbes deverá ser concluído em 18 meses.

Em 2008, o intercâmbio comercial entre Equador e Peru chegou a US$ 2,2 bilhões, embora tenha caído em 2009 para US$ 1,5 bilhão. No primeiro trimestre de 2010, o intercâmbio chegou a US$ 505 milhões. Lima e Quito lutaram uma guerra entre 1941 e 1942 e tiveram divergências fronteiriças durante 50 anos, até firmarem um acordo de paz em 1998.