O enviado dos EUA para o Oriente Médio, George Mitchell, disse hoje, em Paris, que vai se encontrar com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, amanhã, e com o presidente da autoridade palestina, Mahmoud Abbas, na segunda-feira. “Vou sair daqui imediatamente para o Oriente Médio e encontrar amanhã o primeiro-ministro Netanyahu, em Jerusalém, e o presidente Abbas na segunda-feira”, disse Mitchell a jornalistas em Paris, após uma reunião com o ministro das Relações Exteriores da França, Bernard Kouchner.

Mitchell adiou uma visita a Jerusalém na semana passada, em meio à crítica dos EUA aos planos de Israel de construir 1.600 novas casas para colonos judeus em Jerusalém Oriental, que havia sido anunciado durante a visita do vice-presidente norte-americano, Joe Biden.

O enviado norte-americano está tentando convencer israelenses e palestinos a retomarem o plano de negociações indiretas, um processo que foi ameaçado pela reação raivosa ao anúncio da construção dos assentamentos judaicos em terra árabe.

Durante sua breve escala em Paris, Mitchell também se reuniu com o ministro das Relações Exteriores da Espanha, Miguel Angel Moratinos, cujo país detém a presidência rotativa da União Europeia, afirmou um diplomata europeu.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, disse hoje, durante visita à Cisjordânia, que a construção dos assentamentos israelenses em qualquer lugar dos territórios ocupados é ilegal e deve ser interrompida. As informações são das agências Dow Jones e Associated Press.