As empresas dos Estados Unidos estão mais otimistas para investir e contratar na França do que estavam nos últimos anos, mas desejam ver mais avanços nos esforços do presidente Emmanuel Macron para reduzir os custos trabalhistas e simplificar o sistema tributário.

As promessas de Macron e um crescimento mais acelerado da economia francesa estão tornando os investidores americanos mais otimistas, de acordo com um relatório divulgado nesta quinta-feira pela Câmara Americana de Comércio na França. O movimento representa uma mudança em relação a períodos anteriores.

No entanto, transformar o otimismo em empregos dependerá das reformas trabalhistas de Macron, de acordo com o relatório. O diretor da Câmara, Robert Vassoyan, afirmou que a questão chave, agora, é que o governo não decepcione.

O documento mostrou esperança semelhante em todos os setores. As empresas americanas empregam cerca de meio milhão de pessoas na França e estão entre as maiores investidoras do país. Fonte: Associated Press.