Uma empresa de energia nuclear da República Tcheca, a Infocentrum JE Temelim, estava procurando uma estagiária, mas realizou um ‘processo seletivo’ bastante controverso: as candidatas participaram de um concurso de biquínis e, a mais votada, ganharia a vaga.

De acordo com a CNN, a empresa publicou, em sua página do Facebook, fotos de dez estudantes posando em biquínis e capacetes de segurança (comumente usados em obras). De acordo com o post, a jovem que tivesse o maior número de curtidas seria coroada como a ‘Miss Energia 2017’ e ganharia um estágio de duas semanas na empresa.

“A combinação de beleza e indústrias de meio-ambiente dão um resultado interessante”, comentou a companhia na publicação. Rapidamente, a empresa recebeu muitas críticas nos comentários e a publicação foi apagada.

Dois dias depois, a companhia se desculpou: “O propósito da competição era promover educação tecnológica. Mas, se causou dúvidas ou preocupações, nós pedimos desculpas”, e ainda relatou que ofereceu a vaga para as dez jovens.

concurso-2concurso-1