Donald Trump concedeu nesta quarta-feira, 2, uma das entrevistas mais tensas de sua presidência. Respondendo a jornalistas, ele classificou como “escória” o deputado democrata Adam Schiff, um dos principais nomes do processo de impeachment, e voltou a dizer que a imprensa é “inimiga do povo”.

Trump concedeu entrevista ao lado do presidente da Finlândia, Sauli Niinistö, que ficou em silêncio a maior parte do tempo. O momento mais tenso foi uma discussão com o repórter Jeff Mason, da Reuters, que lhe havia questionado sobre o que ele gostaria que Volodimir Zelenksi, presidente da Ucrânia, fizesse com o democrata Joe Biden.

Sem poder responder – sob risco de repetir o que disse a Zelenski no telefonema que deu origem ao inquérito de impeachment – ele atacou a CNN, o New York Times e a líder democrata Nancy Pelosi. Fonte: Associated Press.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.