Helicópteros militares egípcios realizam um segundo dia de ataques aéreos neste domingo na Península do Sinai, onde o governo enfrenta uma insurgência de militantes islâmicos, disseram testemunhas. Helicópteros Apache atingiram alvos ao norte do Sinai, perto da fronteira com a Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas.

O exército informou que nove “radicais islâmicos” foram mortos no sábado ao norte do Sinai quando foi lançada uma ofensiva aérea e terrestre, resultando ainda em nove suspeitos presos e três esconderijos de armas destruídos. No sábado, autoridades de segurança haviam fornecido números diferentes: dez mortos, 20 feridos e 15 presos.

O norte do Sinai, perto da fronteira com Israel e a Faixa de Gaza, tem sido um refúgio para militantes, incluindo grupos ligados à Al-Qaeda. Ataques são frequentes na região desde 3 de julho, quando Mohamed Morsi foi deposto, o que levou à mais recente ofensiva do exército. Fonte: Dow Jones Newswires.