O diretor-financeiro em exercício da agência hipotecária Freddie Mac, David Kellermann, foi encontrado morto na manhã de hoje em sua residência nos Estados Unidos, de acordo com a polícia do Condado de Fairfax. A policial Shelley Broderick informou que “não havia sinais de violência” e que o corpo foi encontrado em resposta a uma ligação feita durante a madrugada (horário local).

A esposa de Kellermann disse à polícia local que ele cometeu suicídio, segundo o canal de televisão WUSA, citando autoridades policiais no Condado de Fairfax. A policial Shelley Broderick informou apenas que o caso “está sob investigação ativa”. Autoridades do Freddie Mac não tinham um comunicado imediato.

Kellermann, que tinha 41 anos, tornou-se diretor-financeiro interino da Freddie Mac em setembro do ano passado, substituindo Anthony Piszel em meio a uma ampla reestruturação da gerência. Anteriormente, ele tinha sido diretor de contabilidade e superintendente.

Kellerman era responsável pelo controle e divulgação financeiras da Freddie Mac, agência controlada pelo governo norte-americano. Ele estava na empresa há mais de 16 anos, tendo começado como analista financeiro e auditor em 1992, de acordo com o site da empresa.

Investigadores do órgão regulador do mercado mobiliário dos EUA (a SEC, na sigla em inglês) e do Departamento da Justiça norte-americano têm questionado autoridades da Freddie Mac sobre possíveis violações de contabilidade e outras questões nos últimos meses, informou a empresa no mês passado. As informações são da Dow Jones.