A presidente Dilma Rousseff (PT) reafirmou hoje que o Brasil está determinado a continuar ajudando na reconstrução do Haiti, exatamente um ano após o terremoto que devastou o país. Em nota distribuída à imprensa, Dilma se solidariza com o povo haitiano e destaca o trabalho dos soldados brasileiros que participam da Missão da Organização das Nações Unidades (Minustah) e que contribuem para a recuperação da infraestrutura do país.

“Quero me associar aos que participam, em todo o mundo, de cerimônias rememorativas dessa imensa tragédia que se abateu sobre aquele povo irmão. Esse é um momento de reflexão, de lembrarmos as vítimas, e de conclamarmos a comunidade internacional para um renovado esforço em prol da recuperação do país, que ainda vive uma situação de extrema gravidade”, afirma a presidente na nota.

Dilma também presta uma homenagem aos 18 militares brasileiros, à médica e humanista Zilda Arns e ao Representante Adjunto da ONU para o Haiti, Luiz Carlos da Costa, que morreram no terremoto.