Os rivais democratas Barack Obama and Hillary Clinton elevaram o tom da retórica em sua batalha pela Presidência dos Estados Unidos ao entrarem na 17ª semana das primárias em que disputam a nomeação para a candidatura presidencial do partido. Os candidatos se concentraram agora nas eleições desta semana na Carolina do Norte e Indiana.

Obama tinha uma liderança considerável nas pesquisas de intenção de voto na Carolina do Norte, onde há uma grande população afro-americana, mas estava praticamente empatado com Hillary em Indiana. Seu apoio novamente depende pesadamente das áreas urbanas com grande população negra, enquanto Hillary tem mais apoio na rural e pequena Indiana e entre a classe trabalhadora branca mais pressionada, especialmente mulheres, das cidades.

Obama e Hillary acirraram a disputa retórica, com a ex-primeira-dama desafiando o senador por Illinois a um debate cara a cara, sem moderador. Ele recusou e respondeu que a campanha foi reduzida a trivialidades apesar do sofrimento das famílias trabalhadoras dos EUA.

Em entrevista à cadeia de notícias Fox, Obama disse que não estava fugindo. "Tivemos 21 debates; por duas semanas, dois grandes Estados, queremos garantir que estamos falando para muitos eleitores em campo, respondendo questões dos eleitores", disse. As informações são da Associated Press.