A presidente da Argentina, Cristina Fernández Kirchner, suspendeu uma visita que faria ao México por causa de uma crise de hipertensão. A medida foi tomada por indicação médica, após um pico de pressão alta diagnosticado ontem, segundo comunicado divulgado pela assessoria presidencial.

“Por razões preventivas, ela vai ficar em repouso por 24 horas”, diz o documento. Cristina deveria embarcar nesta noite, juntamente com uma comitiva de 200 empresários argentinos, para uma viagem oficial ao México. A agenda incluía uma reunião com o presidente mexicano Felipe Calderón. As informações são da Dow Jones.