O vírus da gripe suína continuou ontem sua marcha através da América Latina, com vários países informando um aumento no número de casos.

A Nicarágua relatou seis novos casos de gripe suína, elevando para 26 o número total de pessoas infectadas com o vírus tipo A/H1N1 em todo o país, enquanto a Argentina anunciou 13 novos casos confirmados.

O ministro da Saúde nicaraguense, Guillermo Gonzalez, a maioria dos casos foram detectados em pessoas que visitaram países onde a doença teve forte presença.

Esse provou ser o caso da Venezuela, onde uma menina de dois anos, que tinha acabado de regressar dos Estados Unidos – segundo funcionários da saúde -, tornou-se ontem o quinto caso confirmado de gripe suína.

O Uruguai também informou três novos casos do vírus, elevando o número total para 25, enquanto no Peru, as autoridades de saúde confirmaram 12 novos casos, elevando total de infectados para 61.

A Argentina relatou 13 novos casos confirmados, totalizando 215 pessoas infectadas. Os funcionários da saúde em Buenos Aires disseram que eles estão revisando mais de 800 casos suspeitos da doença.