Coreia do Sul diz que até agora não conseguiu detectar elementos radioativos que podem ter vazado de terceiro teste nuclear da Coreia do Norte. O governo de Seul afirmou nesta sexta-feira que vai interromper as operações marítimas de coleta de amostras, mas vai continuar a acompanhar o processo em estações terrestres. China e Japão também têm coletado amostras de ar, mas até agora não relataram sucesso.

A análise de amostras de ar é crucial para determinar se a detonação de terça-feira usou urânio ou plutônio. Um teste de urânio seria visto como um grande passo para o programa nuclear de Pyongyang.

A coleta de subprodutos radioativos é uma corrida contra o tempo, porque urânio altamente enriquecido degrada rapidamente. Os locais de teste podem ser selados para evitar vazamentos. Nenhuma radioatividade foi detectada após o segundo teste de Pyongyang em 2009.

O Ministério de Defesa do Japão afirma que seus jatos de combate devem continuar a recolher amostras de ar. As informações são da Associated Press.