O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que o recente teste nuclear da Coreia do Norte mostra que “as sanções por si só não interromperão” o programa nuclear do Irã.

Falando em um encontro internacional com líderes judeus nesta segunda-feira, Netanyahu afirmou que as sanções do Ocidente contra Teerã “tem de acompanhar uma ameaça militar robusta e crível. Caso contrário, não chance nenhuma para detê-los”.

O premiê israelense declarou que o Irã será a prioridade de sua agenda quando o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, o visitar em Israel no próximo mês.

A Coreia do Norte conduziu um teste nuclear na semana passada apesar dos avisos de mais punições internacionais. O Irã, assim como a Coreia do Norte, tem sido vítima de rígidas sanções do Ocidente por causa de seu programa nuclear.

Israel considera o programa nuclear do Irã como uma ameaça. Netanyahu muitas vezes alerta sobre um possível ataque em instalações nucleares iranianas se as sanções falharem. As informações são da Associated Press.