A Coreia do Norte outorgou o título de herói nacional ao destacamento militar na fronteira que em novembro de 2010 lançou um ataque de artilharia sobre a ilha sul-coreana de Yeonpyeong, no qual morreram dois civis e dois soldados do Sul.

Segundo a agência “KCNA”, a unidade militar situada na ilha de Mu, muito perto da linha fronteiriça no Mar Amarelo (Mar Ocidental), também recebeu a medalha da estrela de ouro e a Ordem da Bandeira Nacional.

 

Este destacamento foi o que em 23 de novembro de 2010 disparou várias rodadas de artilharia contra a ilha de Yeonpyeong, no primeiro ataque direto do Norte a território do Sul desde a Guerra da Coreia (1950-1953).

 

O regime norte-coreano assegurou que efetuou os disparos em defesa própria por causa de manobras navais do Sul na região, em um fato que elevou ao máximo a tensão entre as duas Coreias.

Segundo a “KCNA”, o destacamento que realizou o ataque “alcançou os objetivos para desarticular as provocações do inimigo” e mostrou ao mundo “o espírito do heroico Exército Popular da Coreia”.