Pelo menos 15 civis e quatro soldados foram mortos nesta terça-feira na cidade de Homs, no centro da Síria, que tem sofrido um cerco e duros ataques de forças oficiais, disseram ativistas.

“Pelo menos nove civis, incluindo uma mulher, foram mortos por disparos de armas de fogo e bombardeios, enquanto as tropas tentavam atacar o bairro de Khaldiyeh” em Homs, afirmou o Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, em comunicado. O grupo sediado em Londres afirmou que quatro soldados sírios foram mortos no confronto, enquanto seis outros civis morreram no bairro de Baba Amr.

Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da França afirmou que o país decidiu convocar seu embaixador na Síria para consultas. Segundo o porta-voz, Bernard Valero, a decisão é tomada por causa da piora na repressão conduzida pelo regime sírio “contra sua própria população”. A convocação de um embaixador para consultas equivale a um protesto diplomático. As informações são da Dow Jones.