Forças de segurança disseram que o filho de um membro da Irmandade Muçulmana foi detido nesta segunda-feira junto com quatro outros homens no escritório de uma Rede de Serviço de Notícias que apoia a Irmandade. A família de Mohamed Soltan informou que ele é cidadão americano e que está desaparecido.

Ativo apoiador do grupo islâmico na internet, Soltan, 25 anos, postou fotos de seu braço ferido por uma bala quando as forças de segurança invadiram dois campos da Irmandade em 14 de agosto.

A polícia disse que o grupo tinha planos de ampliar a violência provocando cisão entre grupos do exército e da polícia. Fonte: Associated Press.