Um ciclone com ventos de mais de 160 quilômetros por hora demoliu dezenas de milhares de casas no nordeste da Índia, matando pelo menos 68 pessoas e deixando centenas de feridos, informaram hoje funcionários.

O ciclone atingiu na noite de ontem partes dos Estados de Bengala Ocidental e Bihar, derrubando árvores e interrompendo o fornecimento de telefonia e eletricidade, informou o ministro da Defesa Civil de Bengala Ocidental, Srikumar Mukherjee.

Imagens de televisão mostravam árvores derrubadas em meio a favelas e telhados precários que foram levados pelos ventos. O ciclone demoliu quase 50 mil residências improvisadas em Bengala Ocidental e mais de mil em Bihar, afirmaram funcionários.

As vilas mais atingidas em Bengala Ocidental foram Hematabad, Raiganj e Kiran Dighi, onde a polícia e equipes de resgate recolheram 31 corpos, disse Mukherjee. Mais 37 pessoas foram mortas nos distritos de Araria, Kishenganj e Purnea, no nordeste de Bihar, afirmou Nitish Kumar, um graduado funcionário estadual.

O ciclone se movia com velocidade superior a 160 quilômetros por hora, disse N. Shravan Kumar, um funcionário do Estado de Bihar. A parede de uma prisão caiu no distrito de Araria, em Bihar, forçando as autoridades a transferir mais de 600 presos, disse Kumar.