Centenas de bancários com medo de perderem os empregos marcham neste sábado em direção à presidência do Chipre antes de um protesto planejado do lado de fora do parlamento, que discute um resgate para impedir um colapso financeiro do país.

Um jornalista da agência de notícias France Press disse que os trabalhadores saíram da sede da União dos Bancários do Chipre (ETYK, na sigla em inglês) em direção ao palácio presidencial, mas a polícia bloqueou o caminho. Não havia relatos imediatos de quaisquer problemas. As informações são da Dow Jones.