Autoridades chinesas puseram em quarentena o prefeito de New Orleans, Ray Nagin, e sua mulher em um hotel de Xangai. O motivo é que um passageiro do voo em que eles estavam apresentou sintomas que podem ser de influenza A (H1N1), a chamada gripe suína. O escritório de Nagin informou que o casal e seus guarda-costas foram isolados ontem como precaução, mas nenhum deles apresentava sintomas da doença. Uma porta-voz do prefeito afirmou que o tratamento das autoridades chinesas é cortês.

A porta-voz não informou a duração prevista da quarentena. Segundo ela, o prefeito mantém contato com sua equipe. Nagin deixou os Estados Unidos na sexta-feira para uma viagem com foco em desenvolvimento econômico. Ele deveria seguir para a Austrália, onde a previsão era de que falasse sobre mudanças climáticas e crescimento sustentável.

A China tem atuado com quarentenas e medições de temperatura em aeroportos por todo o país. As autoridades locais tentam evitar a disseminação da influenza A (H1N1). A porta-voz do prefeito disse que o casal não foi submetido a testes para a gripe suína. Havia outros três funcionários da prefeitura a bordo, porém eles não estavam próximos do passageiro com a suspeita da doença, por isso não estão sob quarentena.