A ex-presidente chilena Michelle Bachelet fez um pedido de “união” à sua coalizão para o segundo turno da disputa presidencial no dia 15 de dezembro contra a candidata de direita Evelyn Matthei.

Bachelet mobilizou seus apoiadores nesta terça-feira e apareceu ao lado da neta do ex-presidente Salvador Allende, Maya Allende Fernandez, deputada eleita. Também participaram do ato os líderes estudantis Camila Vallejo e Karol Cariola, que agora integram o congresso chileno pelo Partido Comunista.

As manifestações estudantis abalaram o governo do presidente Sebastián Piñera e, mesmo acompanhando a coalizão de Bachelet, “Nova Maioria”, as lideranças pretendem continuar nas ruas até que o congresso atenda demandas para reformar o sistema de educação. Fonte: Associated Press.