O ministro de Interior da Argentina, Rogelio Frigerio, afirmou neste domingo que “cerca de 75%” do eleitorado participou das primárias, segundo a agência estatal Télam. O evento deste domingo é uma prévia para a eleição presidencial que terá primeiro turno no fim de outubro.

Nome mais forte da oposição, Alberto Fernández afirmou que o povo “confiou” em sua chapa, formada também pela ex-presidente Cristina Kirchner, agora candidata a vice. Fernández se disse “contente” porque seu grupo “deu um passo” nas primárias, mas seguirá trabalhando, informou a Télam.

O atual presidente, Mauricio Macri, tenta a reeleição. Segundo ele, a disputa deste ano “define os próximos 30 anos” da Argentina.