O posicionamento do presidente dos EUA, Barack Obama, em relação à imigração pode expandir a força de trabalho do país e aumentar a produtividade, de acordo com um relatório da Casa Branca, que estima que a média de salários cresceria durante um período de dez anos. Os críticos do presidente e até alguns aliados trabalhistas contestam essa informação.

O Conselho de Assessores Econômicos de Obama prevê que, como resultado de suas ações administrativas, o Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano crescerá US$ 90 bilhões, ou 0,4%, em dez anos, e os salários teriam um aumento de 0,3% até 2024. As medidas de Obama podem impedir que cerca de 5 milhões de imigrantes ilegais dos EUA sejam deportados e pode torná-los aptos a trabalhar no país.

O relatório pretende conter críticas como as do senador Jeff Sessions, o líder republicano do Comitê de Orçamento do Senado, que afirma que os movimentos de Obama reduziria os salários e os empregos para os trabalhadores americanos. Richard Trumka, presidente da maior federação trabalhista americana, também diz que o esforço de Obama para fornecer vistos temporários poderia diminuir os salários no setor de alta tecnologia.

Economistas da Casa Branca afirmaram que um aumento da imigração altamente qualificada “seria capaz de elevar os ganhos anuais reais de graduados nativos em 0,4% até 2024”.

Uma análise do apartidário Escritório de Orçamento do Congresso, realizada no ano passado, constatou que um projeto de lei de imigração abrangente reduziria todos os salários em uma média de 0,1% ao longo dos dez primeiros anos. Entretanto, o estudo apontou também que os salários subiriam 0,5% em 2033.

Economistas da Casa Branca afirmaram que a queda dos salários prevista no relatório se deu por considerarem remunerações mais baixas para os trabalhadores imigrantes. Eles também disseram que uma das medidas de Obama seria aumentar a base tributária em bilhões de dólares por causa de dois terços dos imigrantes ilegais nos EUA que trabalham, mas não pagam impostos.

De acordo com a proposta de Obama, os imigrantes que procurarem proteção contra a deportação irão receber uma autorização de trabalho de três anos que os obrigará a pagar os impostos federais, estaduais e locais. Fonte: Associated Press.