As duas caixas-pretas que podem revelar as causas do acidente com o avião da Air France que fazia a rota Rio-Paris e caiu no Oceano Atlântico em 31 de maio de 2009 chegaram ao quartel-general dos investigadores do caso na França em uma operação de alta segurança.

O próximo passo é determinar se o gravador de dados do voo e o gravador de voz da cabine sobreviveram à queda e à profundidade do mar onde eles foram encontrados.

Os equipamentos chegaram hoje no aeroporto de Le Bourget, nos arredores de Paris. Viajaram em um navio da Marinha francesa desde o local do acidente até a Guiana Francesa e colocados em uma avião.

A queda do voo 447 causou a morte de todas as 228 pessoas a bordo. As informações são da Associated Press