Os cães que participam das investigações do caso Madeleine McCann, a menina britânica que desapareceu em 3 de maio em Portugal, aparentemente sentiram em vários locais o mesmo odor que os levou a descobrir, numa parede do quarto de hotel no Algarve, traços de sangue que poderiam ser da menina de 4 anos, informou o Jornal de Notícias. Com as novas pistas, a polícia espera descobrir por onde a garota foi levada. Os resultados das análises de sangue estão sendo analisadas na Grã-Bretanha. O jornal afirma ainda que a polícia acredita que Madeleine está morta.