O jovem britânica Jéssica Sayers pode ter vivenciado nos últimos dias uma história digna de uma novela mexicana. Ao terminar com o namorado Luke, ela começou a gostar de Connor. Ela não sabia, porém, que ambos eram a mesma pessoa. Como se não bastasse, tratava-se de Gemma Barker, sua amiga.

Em virtude da dupla personalidade, Gemma acabou sendo condenada a dois anos de prisão por fraude e violência sexual, uma vez que Jéssica terminou com “Luke” por causa de um apalpamento.

Em declaração sobre a relação “Luke” e “Connor”, Jéssica contou que nem desconfiava da malandragem feita por sua amiga. “Tudo entre eles era diferente, como se fossem duas pessoas diferentes mesmo. Ela é uma ótima atriz”, contou a jovem ao tabloide The Sun. A farsa só foi descoberta quando “Connor” dormiu ao lado de Jéssica, após muitos beijos e carícias.

Reprodução
Gemma tinha seis perfis falsos.

Nesse momento, Jéssica desconfiou que podia estar dormindo com Aeron, que seria outra identidade de Gemma “irmão gêmeo de Connor”.

No final das contas, a polícia britânica descobriu que Gemma tinha seis diferentes identidades. Todas tinham, inclusive, perfis falsos em redes sociais.