A Bósnia protocolou nesta segunda-feira seu pedido para se tornar um membro da União Europeia. O presidente bósnio, Dragan Covic, entregou o pedido ao ministro das Relações Exteriores da Holanda, Bert Koenders, em Bruxelas. A Holanda é a presidente de turno da UE.

“Não há caminho de volta para a Bósnia-Herzegovina, nós precisamos nos unir a nossos vizinhos” disse Covic. Segundo ele, o país acelerará as reformas exigidas na expectativa de que a UE dê ao país status de candidato formal ao bloco em 2017.

Em 2014, cerca de 68 mil bósnios, em sua maioria com idades entre 25 e 40 anos, deixaram permanentemente o país, que tem população total de 3,8 milhões. Para 2015, esse número deve ser 20% a 30% maior, segundo o parlamentar Senad Sepic. Muitos saem em busca de melhores condições para conseguir emprego, buscando inclusive países da UE. Fonte: Associated Press.