Um homem "decapitou" a figura feita de cera do controverso líder nazista Adolf Hitler neste sábado (5), primeiro dia de visitas à nova unidade em Berlim do museu de cera Madame Tussauds. O homem de 41 anos, foi preso pela polícia alemã. Era o segundo visitante a entrar no museu, relatou o funcionário Stephan Koch.

Koch disse que ele e seu colega tentaram impedir o homem de pular sobre a mesa em frente à figura de Hitler, mas o visitante teria agredido seu colega. O homem empurrou os dois funcionários do museu e "arrancou a cabeça da figura de Hitler", afirmou o porta-voz da polícia, Uwe Kozelnik, na rede de televisão n-tv. Kozelnik disse que o homem afirmou protestar contra a exposição da figura do líder nazista.

A imagem de Hitler foi retirada da exposição. A responsável pelo museu, Nathalie Ruoss, disse que os organizadores decidirão na segunda-feira o que farão com a figura. A idéia de expor a figura de Hitler no museu provocou críticas na mídia alemã nas últimas semanas, mas seus defensores argumentaram que o papel dele na história da Alemanha não pode ser ignorado.

No mês passado, o prefeito de Berlim, Klaus Wowreit, pediu à direção do museu para avaliar cuidadosamente se deveriam ou não incluir a imagem de Hitler no museu, e, se o fizessem, para que tomassem cuidado sobre o modo de exibi-lo. A direção do museu disse que exibiria Hitler sem glorificá-lo e como se encontrava pouco antes de seu suicídio, em 1945. A imagem mostrava o líder nazista sentado próximo a uma mesa em um bunker mal iluminado, em tom sério.