A Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) adiou por "alguns dias" a aquisição oficial das duas refinarias da Petrobras devido a dificuldades em encontrar seguradoras para os ativos, de acordo com relato da Agência Boliviana de Informações (ABI).

A YPFB adiou a aquisição depois de a Petrobras boliviana ter cancelado uma proposta para suas seguradoras, segundo declarações do presidente da YPFB, Guillermo Aruquipa.

A Petrobras cancelou a proposta porque as seguradoras submeteram suas ofertas sem indicar os preços dos serviços, de acordo com a ABI. "A YPFB Refinación (unidade de refino da estatal do petróleo) não pode trabalhar um segundo sem ter seguro", teria dito Aruquipa.

A agência diz que a questão do seguro é o único assunto pendente em relação à transferência das refinarias Gualberto Villarroel e Elder Bell.

Ontem, a Bolívia afirmou que pagou a primeira parcela de US$ 56 milhões pela compra dos ativos – a segunda e última parcela, também de US$ 56 milhões, deve ser paga em 11 de agosto. Representantes da Petrobras não puderam confirmar hoje se o pagamento foi feito e também não fizeram comentários sobre a questão do seguro. As informações são da Dow Jones.