Um blogueiro cubano aliado ao governo de Raúl Castro afirmou que atualmente dez presos da base norte-americana de Guantánamo estão em greve de fome.

Em seu blog, Yohandry Fontana questionou, com ironia, se a greve vai ocupar espaço “na imprensa do Ocidente”, comparando a cobertura feita pela mídia de casos de greve de fome registrados na ilha.

Segundo o blogueiro, entre o grupo de 10 presos estão os “jornalistas independentes Olienny Valladares Capote e Adolfo Pablo Borraza Chaple”.

Ele também informou que as greves de fome tiveram início no último dia 2 de fevereiro como forma de reivindicar “direitos que gradualmente foram privados nos últimos três meses”.

O governo cubano tem sido criticado por outros países pela morte de Wilmar Villar Mendoza, que estava em greve de fome para protestar contra uma condenação.

Em viagem à ilha, a presidente Dilma Rousseff evitou condenar diretamente a questão dos direitos humanos em Cuba e afirmou que esse tema deve ser tratado em âmbito mundial, analisando inclusive as possíveis violações cometidas pelos Estados Unidos em Guantánamo.