Os bispos católicos de Cuba criticaram o projeto de nova Constituição que assegura que somente no socialismo e no comunismo “o ser humano alcança a sua dignidade plena”. Comunicado divulgado pela Conferência dos Bispos afirmou que o texto exclui a pluralidade de pensamento. O projeto de nova Constituição, aprovado pelo Parlamento, será submetido a referendo nacional em 24 de fevereiro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.