O uso de armas químicas na Síria constituiria um “crime contra a humanidade”, que traria “consequências graves”, afirmou há pouco o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) Ban Ki-moon.

 

“Qualquer uso de armas químicas em qualquer lugar, por qualquer pessoa, sob quaisquer circunstâncias, representa uma violação do direito internacional. Tal crime contra a humanidade deve resultar em graves consequências para o agressor”, explicou o secretário-geral da ONU durante um evento em Seul, na Coreia do Sul. Fonte: Dow Jones Newswires.