Autoridades dos Estados Unidos conversaram diretamente com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, enquanto negociavam os termos de um encontro entre Kim e o presidente americano, Donald Trump, com o objetivo de eliminar o estoque de armas nucleares de Pyongyang, disse uma pessoa familiarizada com as discussões. De acordo com o funcionário, as conversas foram “contínuas”, mas ele se recusou a dizer quando elas começaram.

Nesta terça-feira, Trump afirmou que seu governo teve conversas diretas com a Coreia do Norte em “níveis extremamente altos”. Ele disse que espera que a reunião aconteça “provavelmente no início de junho” ou antes. Os EUA não têm relações diplomáticas com a Coreia do Norte e Trump seria o primeiro presidente em exercício do país a se reunir com um líder norte-coreano.

Falando ao lado do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, em Mar-a-Lago, o resort de Trump na Flórida, o presidente americano disse que os EUA e o Japão são “muito unidos no assunto da Coreia do Norte”. De acordo com ele, “vamos ter reuniões com Kim Jong-un muito em breve”. Ele comentou que a reunião acontecerá no início de junho, “assumindo que as coisas vão bem” e acrescentou que “é possível que as coisas não corram bem e que não tenhamos as reuniões, e vamos continuar seguindo nesse caminho muito forte que adotamos”.

A Coreia do Norte disse no início deste mês que Kim está preparado para discutir a desnuclearização da Península Coreana, abrindo caminho para uma reunião de cúpula entre o líder norte-coreano e Trump, disseram autoridades dos EUA. Fonte: Dow Jones Newswires.