Um esquadrão antibombas libertou uma adolescente que estava presa dentro de uma casa em Sydney perto de um artefato suspeito, encerrando uma difícil situação que durou dez horas. A polícia ainda não sabe se o artefato é um explosivo, mas procura por uma pessoa que acredita ter colocado o artefato na casa da garota, disse Mark Murdoch, comissário assistente de polícia de Nova Gales do Sul. “Nós queremos pôr as mãos em quem fez isso”, disse ele aos jornalistas.

A polícia disse que foi chamada à casa no rico subúrbio de Mosman por uma adolescente de 18 anos por volta das 14h30 (horário local). Os policiais não divulgaram muitas informações e embora Murdoch tenha dito que o artefato foi encontrado perto da adolescente, recusou-se a confirmar os relatos de que ele estaria atado a ela. O artefato ainda estava intacto quando a garota foi libertada, disse ele.

A adolescente passa bem e está com seus pai, disse ele. “Ela está bem e foi mantida em uma posição muito inconfortável”, disse Murdoch. “Ela esteve e ainda estará inquieta e vai ficar assim por enquanto.”

Murdoch afirmou que é “muito cedo para dizer” se o artefato fora colocado na casa da adolescente como parte de uma tentativa de extorsão e se recusou a comentar os relatos de que uma mensagem fora deixada perto do dispositivo. Segundo ele, a polícia não tem ideia sobre o que teria motivado a colocação do objeto na casa.

“A família não sabe como explicar isso”, disse ele. “Não podemos imaginar que alguém teria todo esse trabalho se não houvesse um motivo por trás disso.”

Murdoch descreveu o artefato como “muito elaborado, muito sofisticado”. “A forma como estava localizado, nas proximidades da adolescente, fez com que gastássemos a maior parte das dez horas da ação para conseguir libertá-la”, afirmou ele.

Segundo Murdoch, a polícia fez consultas à agência federal de polícia australiana e ao Exército britânico durante a ação. “Não deixamos pedra sobre pedra para nos assegurarmos que atingimos nosso objetivo, e esse objetivo sempre foi a segurança da adolescente”, disse ele. Os investigadores pretendem fazer uma operação pente fino na casa em busca de pistas durante a noite. As informações são da Associated Press.