Homens armados mataram 68 pessoas nesta segunda-feira na área rural da província de Homs. Segundo Rami Abdel Rahman, diretor do Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, grupo sediado em Londres, as mortes foram provocadas por disparos de armas de fogo e pelo uso de facas.

“Sessenta e oito civis foram mortos hoje na área rural a oeste de Homs, região entre as vilas de Ram al-Enz e Ghajariyeh, e foram levadas para o hospital estatal da cidade de Homs”, declarou ele.

Já os Comitês Locais de Coordenação Locais afirmaram que 124 pessoas foram mortas em todo o país nesta segunda-feira, incluindo 64 que perderam a vida ao tentar fugir de Baba Amr, bairro dominado pelos rebeldes em Homs, local que vem sendo fortemente bombardeado pelas forças do governo nas últimas semanas. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.