Dezoito pessoas morreram hoje em um ataque suicida contra uma delegacia e uma mesquita no noroeste do Paquistão, segundo informaram autoridades locais. Entre as vítimas do atentado no distrito de Bannu havia agentes de segurança e civis. “Nós recebemos 18 corpos e 15 pessoas estão feridas”, disse Mohammad Rahim, médico do principal hospital de Bannu. O chefe de polícia distrital, Mohammad Iftikhar, disse que a maioria dos feridos eram policiais e paramilitares.

O ataque foi reivindicado pelo Taleban, que busca vingar os ataques com aviões não tripulados dos EUA no cinturão tribal do país, perto da fronteira com o Afeganistão. “Nós reivindicamos a responsabilidade por esse ataque. Nós continuaremos com esses ataques a menos que os ataques com aviões não tripulados sejam interrompidos”, disse um porta-voz do Taleban, Azam Tariq.

Militantes islamitas têm realizado nos últimos três anos vários ataques contra a polícia paquistanesa e alvos do Exército, como parte de uma campanha para derrubar o governo, aliado dos EUA. O vice-presidente norte-americano, Joe Biden, chegou hoje a Islamabad, para conversas sobre o combate ao terrorismo com importantes líderes do país e autoridades militares. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.