A explosão de bombas colocadas à margem de vias e ataques insurgentes mataram pelo menos 24 pessoas em cinco ataques ocorridos nesta em várias partes do Afeganistão.

Abril já é o mês mais sangrento deste ano para civis e militares afegãos e estrangeiros. Segundo contagem da Associated Press, 182 pessoas foram mortas em episódios de violência todo o país somente neste mês.

No oeste do país, sete mulheres e crianças morreram quando o caminhão em que estavam atingiu uma bomba colocada à margem de uma via nas proximidades de Shindad, na província de Herat, informou o porta-voz do governo, Muhiudin Noori.

No leste, outra bomba do mesmo tipo matou cinco homens que faziam parte da força do governo que atuava na segurança de um comboio de caminhões no distrito de Qarabagh, província de Ghazni, informou o porta-voz provincial Fazel Ahmad Sabaoon.

Também no leste, insurgentes atacaram um posto de verificação na província de Laghman, matando quatro policiais.

O chefe de polícia Aziz Ghayrat disse que insurgentes abriram fogo contra idosos numa vila da província de Jowzjan, norte do país, e que dois trabalhadores da área de saúde foram mortos no fogo cruzado.

Seis soldados afegãos foram mortos a tiros numa importante rodovia que cruza Jowzjan, revelou o porta-voz da polícia Abdul Mannan Raoufi. Segundo ele, o grupo havia deixado sua unidade militar e ia para casa, visitar suas famílias. O porta-voz acredita que o ataque, realizado na terça-feira, tenha sido realizado por insurgentes do Taleban. As informações são da Associated Press.