Ataques suicidas contra forças de segurança do Iraque em região perto da cidade de Ramadi, que está sob o poder do grupo extremista Estado Islâmico, mataram ao menos 12 soldados e feriram outros oito, disseram as autoridades nesta quarta-feira. O governo lançou há uns dias uma forte ofensiva para recuperar os territórios sob controle dos militantes.

Os homens-bomba implantaram um caminhão carregado de explosivos do lado de fora da Universidade de Ramadi, de acordo com duas autoridades iraquianas. Pouco depois, confrontos eclodiram ao sudoeste de Ramadi, matando os soldados e ferindo outros oito, enquanto que 14 militantes foram mortos.

As forças governamentais iraquianas recapturaram a Universidade, localizado a 5 quilômetros ao sul de Ramadi. Alguns militantes ainda estavam escondidos em alguns edifícios dentro da Universidade e as forças terrestres pediram para que ataques aéreos fosse realizados, de acordo com as autoridades. Fonte: Associated Press.