Dois carros-bomba explodiram no sul da capital do Iêmen nesta terça-feira (16), atingindo um ônibus escolar e matando ao menos 25 pessoas, entre elas 15 estudantes de ensino fundamental, de acordo com oficiais do governo, forças rebeldes e testemunhas.

Líderes locais afirmaram que um dos carros tinha como alvo a residência do líder rebelde xiita Abdullah Idris. O outro veículo acertou um posto de controle próximo à residência de Saleh, matando os rebeldes que faziam a guarda e também atingindo o ônibus escolar. O grupo rebelde xiita Houthis culpou a Al-Qaeda pelos ataques.

Esta é a segunda vez que Idris é alvo de um atentado desde outubro. Houthis e Al-Qaeda combatem na cidade de Radaa desde que os rebeldes tomaram controle da área, em outubro.

O Iêmen é palco de uma luta pelo controle do país entre forças do presidente Abed Rabbo Mansour Hadi e o Houthis, que se aliaram ao presidente deposto Ali Abdullah Saleh. Abdullah Idris, líder do Houthis, era membro do partido de Saleh. Também nesta terça-feira (16), parlamentares leais a Saleh, que controlam o legislativo, negaram um voto de confiança ao novo programa do governo.

Fonte: Associated Press.