Um homem disfarçado de policial abriu fogo hoje durante uma reunião da juventude do Partido Trabalhista, que governa a Noruega, na periferia de Oslo, informou a televisão estatal NRK. Segundo a mídia local, cinco pessoas ficaram feridas. O primeiro-ministro Jens Stoltenberg deveria ter participado do evento, mas sua agenda foi alterada, informou a polícia.

Mais cedo, uma explosão atingiu vários prédios do governo em Oslo, deixando ao menos dois mortos. Outras 15 pessoas ficaram feridas. Segundo a polícia, a explosão foi causada por uma bomba. A mídia local diz que o episódio pode ter sido um ataque terrorista. O escritório do primeiro-ministro norueguês fica em um dos edifícios atingidos, mas ele não estava no prédio na hora da explosão, segundo informações iniciais.

O secretário de Estado, Hans Kristian Amundsen, disse à BBC que “ainda há pessoas no interior dos prédios”, sem dar detalhes. Segundo ele, trata-se do pior episódio deste tipo no país. Os escritórios do tabloide VG, o maior do país, também foram atingidos. A rádio estatal NRK informou que “várias pessoas foram mortas”. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.