Astronautas dos Estados Unidos e da Rússia aterrissaram hoje, em segurança, nas estepes geladas do Casaquistão, depois de terem passado quase seis meses na Estação Espacial Internacional. A cápsula russa Soyuz TMA-16 carregando o astronauta da Nasa Jeff Willians e o russo Maxim Surayev tocou o solo e foi girada por ventos rápidos nas proximidades de cidade de Arkalyk. A temperatura no local de aterrissagem oscilava perto de -6ºC.

Vários helicópteros russos Mi-8, que voavam em círculos acima da zona de aterrissagem antes da descida, chegaram rapidamente ao local onde estava a cápsula. Após a aterrissagem, Williams e Surayev foram retirados rapidamente da cápsula e levados, de maca, para uma barraca, onde foram examinados por médicos russos e norte-americanos.

Falando do local da aterrissagem, o porta-voz da Nasa, Josh Byerly, disse que os astronautas pareciam estar em bom estado depois de passarem 167 dias no espaço e de terem retornado à Terra. “Tanto Max quanto Jeff estão muito bem. Os dois indicaram isso com seus polegares ao pessoal em terra”, disse Byerly.

Williams e Surayev devem ir para Moscou ainda nesta quinta-feira, de onde serão levados para o centro de treinamento espacial russo localizado nas proximidades da capital. Os astronautas passaram cerca de cinco meses e meio na Estação Espacial Internacional.

Ontem, Williams entregou o comando da estação espacial para o russo Igor Kotov, que permanecerá a bordo até junho, juntamente com o norte-americano Timothy J. Creamer e o japonês Soichi Noguchi. No início do próximo mês, eles receberão a companhia da norte-americana Tracy Caldwell Dyson e dos russos Russians Alexander Skvortsov e Mikhail Kornienko.