A Venezuela chamou de volta seu embaixador em Bogotá por causa das acusações, feitas pelo governo colombiano, de que a administração do presidente Hugo Chávez tolera a presença de grupos guerrilheiros colombianos em território venezuelano.

O ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Nicolas Maduro, disse que o embaixador venezuelano em Bogotá estava sendo convocado para consultas sobre as acusações, em encontro com jornalistas realizado hoje.

O ministro da Defesa da Colômbia, Gabriel Silva, afirmou ontem que o governo tinha as coordenadas exatas da localização de alguns líderes guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no território venezuelano.

A deterioração das relações diplomáticas entre os dois países é o resultado da “contínua e permanente tolerância da presença das Farc na Venezuela, que representa uma ameaça à segurança nacional colombiana”, disse Silva. As informações são da Dow Jones.