Depois do frisson do lançamento do Lulu, aplicativo para que mulheres avaliem os homens de sua rede de contatos do Facebook, agora é a vez dos marmanjos de plantão colocar as manguinhas para fora e começar a dar notas para as mulheres. Porém, aplicativo em questão, o Tubby, terá seu lançamento adiado por 48 horas, afirmaram os desenvolvedores nesta quarta-feira (04).

A ideia inicial é que o Tubby estivesse disponível na App Store e no Google Play ainda nesta quinta-feira (05), no entanto, isso não deve acontecer. No Brasil, a situação deve ser ainda mais delicada, já que a Justiça mineira proibiu o aplicativo de ir ao ar. O juiz Rinaldo Kennedy da Silva, da 15.ª Vara Criminal do Fórum Lafayette, em Belo Horizonte, entendeu que o aplicativo destinado à avaliação das mulheres é ofensivo. O magistrado determinou multa de R$ 10 mil por dia, caso ele seja mantido para download.

Com o slogan “sua vez de descobrir se ela é boa de cama”, o Tubby é uma versão muito mais ‘caliente’ que o Lulu e, por isso, está provocando a ira de algumas pessoas.