Uma nova pesquisa mostra que o apoio dos croatas à entrada do país na União Europeia atingiu um recorde de baixa, após um tribunal da Organização das Nações Unidas (ONU) condenar dois generais croatas.

A pesquisa divulgada pelo jornal local Jutarnji List hoje mostra que apenas 23% dos croatas apoiam a entrada do país na UE. Foram consultadas 700 pessoas, com uma margem de erro de 3,7 pontos porcentuais.

O tribunal da ONU em Haia, na Holanda, sentenciou o general Ante Gotovina a 24 anos de prisão e o general Mladen Markac a 18 anos, por atrocidades cometidas contra minorias sérvias durante uma ofensiva militar em 1995, na qual a Croácia retomou terras de rebeldes. As informações são da Associated Press.