O líder conservador grego Antonis Samaras assumiu hoje (20) o cargo de primeiro-ministro da Grécia em uma cerimônia no palácio presidencial de Atenas, que contou com cânticos de padres cristãos ortodoxos.

O ex-ministro das Relações Exteriores e líder do partido da Nova Democracia prometeu manter a Grécia na zona do euro, mas tem a dura tarefa de renegociar as condições para o pacote de resgate financeiro destinado ao país.

As medidas de austeridade impostas pela União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) são extremamente impopulares dentro da Grécia.

Samaras, de 61 anos, liderará uma coalizão de três partidos, junto com o socialista Pasok e a Esquerda Democrática.