Uma corte alemã condenou hoje o bispo britânico ultraconservador Richard Williamson por incitação ao ódio racial, pelo fato de ele negar o Holocausto durante uma entrevista a uma emissora de televisão. A corte na cidade de Regensburg julgou Williamson por uma entrevista à televisão sueca.

Falando à emissora em janeiro de 2009, Williamson disse não acreditar que judeus tenham sido mortos em câmaras de gás durante a Segunda Guerra (1939-45). A corte ordenou que Williamson pague uma multa de dez mil euros (US$ 13.544). O bispo da Igreja Católica foi impedido por sua ordem de comparecer à audiência de hoje.