A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) diz que está “cada vez mais preocupada” sobre uma série de informações de inteligência que sugerem que o Irã continua a trabalhar secretamente no desenvolvimento de componentes de um programa de armas nucleares.

Em relatório a agência, que é ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), diz que “muitos Estados membros” estão fornecendo provas que levam a essa avaliação. A organização afirma que as informações são confiáveis, “extensas e abrangentes”.

O relatório, ao qual a Associated Press teve acesso nesta sexta-feira, também diz que Teerã iniciou a instalação de equipamentos para enriquecimento de urânio num novo local, um bunker subterrâneo. O enriquecimento pode resultar em combustível para a geração de energia ou em material físsil para ogivas nucleares.

O Irã está sob sanções do Conselho de Segurança da ONU por se recusar a congelar seu programa de enriquecimento de urânio. O país afirma que seu objetivo é civil e nega que esteja fazendo experiências com um programa de armas nucleares. As informações são da Associated Press.