Centenas de extremistas islâmicos invadiram uma cidade do norte da Nigéria na noite de ontem, mataram 39 pessoas, depredaram uma mesquita e derrubaram mais de mil casas, segundo relatos de sobreviventes feitos nesta quarta-feira ao governador do Estado de Borno, Kashim Shettima.

Os moradores contaram que os soldados e policiais estacionados na cidade fugiram quando o ataque começou e demoraram horas para voltar com reforços.

Um repórter da Associated Press no local contou 39 corpos que seriam sepultados hoje em Konduga, a 35 quilômetros de Maiduguri, a capital de Bono. Pelo menos três crianças figuram entre os mortos.

Diversos povoados da região foram atacados nos últimos meses, apesar do aumento da presença do exército nigeriano na região. Fonte: Associated Press.