Neuza Evangelista Fumero Magalhães, de 47 anos, morreu na manhã de hoje enquanto
aguardava atendimento no posto municipal de saúde Ernesto Zeferino Tibau Junior,
em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. Segundo testemunhas, ela chegou ao local
por volta das 4h30, embora a unidade funcione a partir das 7h e não tem
atendimento de emergência.

Neuza sofria de hipertensão, diabetes e asma e
começou a passar mal. Pessoas que estavam na fila disseram ter informado o
estado de saúde da mulher ao vigilante do posto, que teria acionado o Corpo de
Bombeiros pouco depois das 5h. A ambulância, entretanto, só chegou ao local após
as 6h, quando Neuza já estava morta, segundo a subdiretora do posto municipal,
Dulce Helena Casella.

O relações-públicas do Corpo de Bombeiros, coronel
Roni Alberto de Azevedo, informou que nos registros da corporação consta um
chamado às 6h01. Ainda de acordo com ele, às 6h04 uma ambulância deixou o
quartel da Tijuca em direção a São Cristóvão, chegando lá às 6h10. Ele confirmou
que os bombeiros já encontraram a mulher morta.