O procurador da República em Mato Grosso, Mário Lúcio Avelar, afirmou que pedirá a relação das transações de compra e venda de ações realizadas pela Telemig em 5 de setembro. O pedido será encaminhado à própria Telemig, à Bolsa de Valores de São Paulo e ainda à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O objetivo é investigar a operação pela qual Freud Godoy, ex-assessor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teria recebido naquele dia R$ 396 mil do megainvestidor Naji Nahas, por meio da corretora do Banco Alpha.

Dez dias depois, em 15 de setembro, os petistas Gedimar Passos e Valdebran Padilha foram presos em São Paulo com R$ 1,75 milhão que seria usado para comprar um dossiê contra políticos tucanos. Freud foi inicialmente citado por Gedimar como o mandante da operação.