Duas pessoas morreram e 18 ficaram feridas após serem atropeladas por um
automóvel em alta velocidade em Francisco Beltrão, no interior do Paraná. As
vítimas participavam de uma procissão com mais de 300 pessoas quando ocorreu o
acidente. O motorista Dirceu Luciano foi levado para o Batalhão da Polícia
Militar para evitar possíveis agressões. O carro foi apreendido. No depoimento
que prestou na delegacia, ele disse que dirigia em alta velocidade e não viu o
movimento dos fiéis.

O motorista será submetido a um exame de sangue
para analisar se ingeriu bebida alcoólica. O resultado deve sair em dois dias.
No momento do acidente, ele se recusou a fazer o teste do bafômetro. Dirceu
pagou a fiança de R$ 2 mil e foi liberado. A polícia explicou que o motorista
vai responder por homicídio culposo, que é quando não há intenção de matar. Se
condenado, ele pode pegar até quatro anos de prisão.